Notícias
12/03/2019

Edital Mulher: cerveja foi tema de oficina



Trinta mulheres passaram boa parte do último sábado (09) na sede do Sinasefe Sergipe. E o motivo foi muito agradável: cerveja. A ideia do projeto ‘Ei, moço, essa cerveja é minha!’ foi falar sobre processo de produção, o histórico de protagonismo feminino e o incentivo ao empreendedorismo de mulheres neste setor, além de ensinar como se faz uma boa cerveja em casa mesmo.

A professora Andréa Maia ficou muito animada com o aprendizado. “Apesar de eu não ser uma cervejeira, me inscrevi pela curiosidade. Foi uma grata surpresa. A oficina foi muito bem organizada e foi uma iniciativa muito criativa de homenagear as mulheres. Já estou pensando seriamente em montar minha cervejaria em casa”, comentou.

Nataly Muniz, estudante de Química do Instituto Federal de Sergipe (IFS), participou da oficina em busca do conhecimento didático. “Vim para conhecer um pouco mais do processo de fermentação, que é algo que vou estudar em sala de aula. Estas atividades práticas são engrandecedoras”, disse. Ela disse ainda que já provou cerveja e não gostou muito. “Experimentei as comuns, mas estou impressionada com diversidade de tipos de cerveja. Quero provar para ver se realmente não gosto da bebida”, comentou.

Já a designer gráfica Even Caroline tem bem claro que gosta de cerveja. “Eu amo cerveja! Já vinha falando com minha irmã sobre produzirmos cerveja e agora vejo que é algo muito possível”, afirmou.

“Planejamos uma oficina com trinta vagas e, em menos de 24 horas, já tínhamos quase cinquenta inscrições. Encerramos o formulário para mantermos a qualidade da atividade, mas, para atender à grande procura, estamos vendo a possibilidade de realizar outras edições”, comentou o professor Anderson Dantas de Souza, autor do projeto.

Quem ministrou a oficina foi a cervejeira Beatriz de Campos, diretora da Associação de Cervejeiros Artesanais de Sergipe (Acerva Sergipana - @acervasergipana) e dona da Cervejaria Caseira Iskra (Instagram @iskrabeer e Facebook @iskracervejaria). “Eu estou muito feliz com a resposta da mulherada para nossa oficina. É muito bom ver mulheres cada vez mais à vontade em falar sobre cerveja, em beber cerveja e em fazer cerveja. Ainda tem muitas mulheres que se retraem porque ainda vê a cerveja como algo exclusivo do universo masculino e não tem nada a ver, até porque as mulheres que são as verdadeiras donas da parada”, disse Beatriz.

“A proposta do edital era dialogar diretamente com a mulher, estimular discussões em torno de temas que envolvessem a mulher e os resultados tem sido gratificante. É fundamental que a mulher seja protagonista de sua história e esta oficina acabou sendo um resgate desse protagonismo e um lembrete de que a mulher pode e deve fazer o que ela quiser e estar onde ela quiser”, disse Adriana Araújo, coordenadora de Administração e Finanças do Sinasefe Sergipe.

Confira todas as fotos no Facebook.

Gostou? Compartilhe a nossa luta!