Notícias
31/05/2019

#30M: mais um dia de luta pela educação pública



Cerca de 30 mil pessoas ocuparam, mais uma vez, as ruas de Aracaju. Puxado por entidades estudantis, centrais sindicais, sindicatos, trabalhadores e trabalhadoras se uniram aos estudantes para dizer ao governo federal que não aceita o sucateamento da educação, que tem que ser pública, gratuita e de qualidade.

Com palavras de ordem e músicas, sergipanos e sergipanas se concentraram na Praça General Valadão, no Centro de Aracaju, e seguiram para o terminal DIA, passando pelas principais vias que ligam o centro à zona sul da cidade. No percurso, pessoas em ônibus, carros, prédios demonstravam o apoio à luta que não é apenas dos estudantes.

“Não ficaremos parados aguardando o desmonte total de nossa educação, o fechamento de universidades e institutos federais. Não vamos aceitar que nos tirem um direito básico e constitucional. Enquanto este governo não recuar não sairemos das ruas”, disse Raiane Carvalho, estudante de engenharia civil do Instituto Federal de Sergipe (IFS).

“As ruas do Brasil foram tomadas por estudantes, professores, servidores da educação pública e toda sociedade que compreende que a educação não é mercadoria. Qualquer país que tem qualidade de vida, que tem menos desigualdade social, trata a educação como prioridade. Foram milhões de pessoas nas ruas de todo país para dizer aos inimigos da educação que, se os cortes continuarem, nós vamos parar o Brasil”, disse Jorge Júnior, diretor de Movimentos Sociais da União Nacional dos Estudantes (UNE).

No próximo dia 14 de junho, tem a greve geral em todo o país contra a reforma da previdência. Some-se à luta!

Sinasefe Sergipe na mídia

GALERIA

Gostou? Compartilhe a nossa luta!